Feeds:
Posts
Comments

Posts Tagged ‘damien rice’

damien_rice

“Agora só falta o Damien Rice. E eu tenho certeza que ainda vou escrever aqui no blog sobre um show dele. Ahh, pode esperar!”

A frase acima eu escrevi em 10 de novembro de 2007, no meu antigo blog, quando contava sobre o show do Matt Costa, que tinha acabado de acontecer. Eu sempre fui fã do Damien, e assistí-lo ao vivo era algo que eu sempre sonhava, mas que achava um tanto impossível, levando em conta a fama dele no Brasil, que até então não era muita. Mas com uma ajudinha da Globo e suas trilhas de novela e do Seu Jorge e da Ana Carolina, com sua linda (ironia mode on) “É Isso Aí”, ele se tornou mais conhecido por aqui e fez o momento pelo qual eu mais esperava, real. Agora eu posso escrever que sim, eu fui no show do Damien Rice e ouvi aquela voz linda e perfeita ao vivo.

O grande momento aconteceu no dia 30 de janeiro, no Citibank Hall, em São Paulo. O público era bem dividido: muitos jovens com seus pais, alguns sozinhos e outros em grupos, o que provou minha tese de que o Damien não tem um público alvo certo, pelo menos não aqui no Brasil. Mas se você quer saber, isso fez do show um tanto divertido, porque era nítida a diferença de opiniões da platéia: enquanto alguns queriam cantar juntos, outros mandavam um belo “shhh!” porque queriam ouvir somente a voz do Damien, ou então reclamavam quando alguém pedia música. Mas tudo isso só mostra a qualidade e o talendo do cantor irlandês, que além de atrair públicos diferentes, ainda sabe lidar com eles. Ou alguém acha que o Damien reclamou em algum momento? Nadinha!

Alguns dias antes do show, quando os ingressos já haviam se esgotado, foi divulgado que o Damien viria sozinho, apenas com seu violão, sem banda. Ou seja, o som seria acústico. De primeira isso me desanimou. Estava ansiosa para ouvir o violino em Delicate, ou então a bateria em Volcano, mas lógico que nada me faria desistir de vê-lo ao vivo. Hoje, após o show, a única coisa que posso dizer é: Banda pra quê? Só aquela voz maravilhosa e o talento que ele tem no violão já bastam. E eu ficaria alí, ouvindo ele cantar, por mais uns 2 dias no mínimo, se fosse preciso.

E com vocês, alguns dos trechos mais bonitos do show, quando ele canta  The Blower’s Daughter e Delicate, respectivamente:

Depois dessa, só um pedido: Damien, volta!

Read Full Post »

damienrice

Juro que fico até emocionada em escrever o título desse post.  Todo mundo que me conhece sabe do amor que sinto pelas músicas do Damien Rice – pra quem não conhece, ele é o cantor de The Blower’s Daughter, do filme Closer. Já faz uns bons 3 ou 4 anos que sou louca-apaixonada por ele, e sonhava em vê-lo ao vivo. Pra felicidade geral (ok, para minha felicidade, hehe), esse dia está muuuito próximo de acontecer. HOJE EU COMPREI O INGRESSO PRA ESSE QUE SERÁ O MELHOR – junto com o do Mika, que eu fui em Vancouver – SHOW DA MINHA VIDA!

Mal posso esperar para ouvir o cantor de  Elephant, The Blowers Daughter, Delicate, Grey Room, Coconut Skins, Volcano e muitas outras lindas, cantando alí, pra mim.

 

30.01.09 – o dia!

Read Full Post »

greys_anatomy11

Ok, o título é uma verdadeira mentira, mas vou confessar que depois de começar a assistir Grey’s Anatomy – o meu mais novo vício -, fico imaginando como seria a minha vida se eu fosse médica e trabalhasse num hospital como cirurgiã. E realmente não daria certo. O motivo? O mesmo para o meu “não” à medicina veterinária: não posso ver gente morrendo ou sofrendo que me dá deprê, então…

Fora isso, a verdade é que ter conhecido Grey’s Anatomy poucas semanas antes do vestibular foi uma grande cagad*! “Como assim eu nunca tinha me interessado pela série antes??” E o melhor: sua trilha sonora é coisa de outro mundo, sério! Quer me agradar? Então cite, coloque, goste das músicas que eu gosto. Se você se encaixa em alguma dessas opções, parabéns. Você tem grandes chances de se tornar meu melhor amigo de infância. E foi isso que aconteceu com A Anatomia de Grey (séries dubladas pelo SBT são o máximo!), que já virou a minha série predileta de todos os tempos.

greys_main3E tudo aconteceu de forma inesperada. De segunda à sexta, às 11 da manhã, passa Beverly Hills 90210 na Sony. Depois, é a vez de Grey’s Anatomy, porém, com um detalhe: dublado. Só esse fato já me desanima total em assistir, mas como a preguiça sempre fala mais alto, eu acabava deixando a TV ligada na Sony e, por tabela, ouvia os diálogos dos médicos. E, é claro, as músicas que tocam nos episódios. O ponto alto foi quando tocou The Great Escape, música de uma banda canadense chamada Patrick Watson. COMO ASSIM?? Tocou Patrick Watson?? FIQUEI LOUCA. Sabe quando você acha que é a única pessoa que gosta e conhece uma banda e percebe que não é? Foi exatamente isso que aconteceu. Mas como eu não sou daquelas pessoas que insistem no desejo de serem os únicos que gostam de algo só para se sentirem diferentes, eu A-D-O-R-E-I ouvir a tal música na TV. Depois dessa, Grey’s Anatomy já tinha conseguido metade da minha atenção. A outra metade só viria no dia seguinte, quando tocou, nada mais nada menos que Damien Rice. DAMIEN RICE!! O cantor que eu amo já há uns 3 anos e sonho em ouvir ao vivo. Pronto, já era o suficiente. Se eles queriam me provar algo com esse seriado, conseguiram. Sem ao menos saber a história ou do que se trata, ela já era uma das minhas séries favoritas, com certeza.

Depois disso, foi só baixar os episódios na internet pra eu ter certeza: A rotina e a vida dos médicos do Seattle Grace Hospital é demais. E os atores também. APAIXONEI. E se eu não passar no vestibular, a culpa é toda deles.

Read Full Post »